10/08/2017 23h14 - Atualizado em 10/08/2017 23h14

Brasil demora para deslanchar, mas derrota Chile e vai à final do Sul-Americano

Por: globoesporte
 

"Não vamos ganhar a hora que a gente quiser". Foi assim que o técnico Renan Dal Zotto se expressou, aos berros, em uma parada técnica da partida entre Brasil e Chile, válida pela semifinal do Campeonato Sul-Americano masculino de vôlei. Na ocasião, os donos da casa venciam por 15 a 14, e os brasileiros atuavam de forma até displicente. Depois da bronca, os atuais campeões olímpicos cresceram e derrotaram os rivais por 3 a 0, parciais de 25/20, 25/12 e 25/14, passando para a final do torneio. O rival sairá do duelo entre Venezuela e Argentina, e o campeão se classifica para o Campeonato Mundial do ano que vem.

A torcida bem que tentou levar o time chileno para uma improvável vitória. Mas o Brasil, mesmo com algumas baixas, tinha uma equipe muito superior aos rivais. Um mês depois de ficar com o vice-campeonato na Liga Mundial, a seleção de Renan está a uma vitória da vaga no Campeonato Mundial. O torneio é disputado de quatro em quatro anos, será ano que vem, na Itália e Bulgária, e é o mais importante da modalidade depois dos Jogos Olímpicos.

A seleção brasileira, depois da final do Sul-Americano, joga um amistoso em São Paulo, no ginásio do Ibirapuera, contra os Estados Unidos, às 10h com transmissão da TV Globo. A final do Sul-Americano será nesta sexta-feira, às 21h30, com SporTV e tempo real do GloboEsporte.com.

O primeiro set começou muito equilibrado. Jogando em casa, o Chile, empurrado pela torcida, se manteve na partida até a metade da parcial, quando o técnico brasileiro pediu um tempo. Os jogadores voltaram bem melhor, viraram a partida e, com ótimos saques e um bloqueio produtivo, fecharam em 25/20.

Na segunda parcial, a seleção brasileira mostrou porque é o atual campeão olímpico. Sem a menor dificuldade, abriu frente no início e não foi mais alcançado. Wallace era o grande nome do duelo. Maurício Borges também se mostrava seguro. Placar tranquilo, 25 a 12. Na terceira parcial, a toada foi parecida. Vantagem verde-amarela desde o início, com ótima atuação de Bruninho, que soube distribuir bem as jogadas. Resultado de 25/14.

Brasil no Sul-Americano

Levantadores: Bruninho e Raphael

Opostos: Wallace e Renan

Centrais: Lucão, Maurício Souza, Otávio e Isac

Ponteiros: Lucarelli, Maurício Borges, Douglas e Rodriguinho

Líberos: Tiago Brendle e Thales

Final - sexta, 11/8

21h30 - Final - SporTV 2