11/01/2018 07h45 - Atualizado em 11/01/2018 07h45

Corinthians já mostra sua cara e vence o PSV nos pênaltis

Por: terra
 
 
Corinthians venceu o PSV nos pênaltis
Divulgação / LANCE! Corinthians venceu o PSV nos pênaltis
Divulgação / LANCE!

Após o fim do ano passado, com os títulos paulista e brasileiro, o técnico Fábio Carille fez apenas uma promessa para o Corinthians em 2018: uma equipe organizada. Se depender do primeiro teste do ano, o treinador é um homem de palavra.

Com uma semana de pré-temporada, o Timão mostrou organização e venceu nos pênaltis o PSV (HOL) após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, na noite desta quarta-feira, pela Florida Cup. A equipe holandesa, que lidera o campeonato nacional, foi a campo com todos os titulares e está em meio de temporada - ou seja, melhor fisicamente.

Com o empate por 1 a 1, o jogo foi para os pênaltis para a disputa do ponto extra. O goleiro Caíque França pegou uma cobrança, e o Timão venceu por 5 a 4. Mas nada que mudasse a principal função da Florida Cup: fazer testes e ajustar a equipe. O Corinthians volta a jogar pelo torneio amistoso internacional no sábado, contra o Rangers (ESC), às 16h (de Brasília).

O Corinthians terminou 2017 no 4-2-3-1, mas Carille tem treinado desde o início de 2018 o 4-1-4-1 (como foi nos primeiros meses do ano passado). No novo esquema, com Rodriguinho e Jadson mais recuados iniciando as jogadas, o Corinthians teve qualidade nas saídas de bola e não ficou exposto.

Nem parecia que era o Corinthians que estava em início de temporada. A equipe brasileira rodou bem a bola, pouco sofreu atrás, mas também levou perigo em poucos lances ao PSV. O gol saiu com Rodriguinho, que aproveitou cobrança de falta perfeita de Jadson.

No ataque, Kazim mostrou o que a torcida corintiana já sabe: muita entrega, mas pouca qualidade. O gringo saiu da área para ajudar na armação, recebeu bastante bola e fez bem o pivô, mas errou demais. Ele perdeu boa chance após receber lindo lançamento de Rodriguinho, dominar de peito e escorregar na hora da finalização.

Na defesa, Fagner mostrou que quer brigar por uma vaga na Copa do Mundo. O lateral-direito ganhou a maioria das jogadas pelo seu setor e ainda foi bem no apoio ao ataque. Além dele, outro destaque foi Pedro Henrique, que substituiu bem Pablo.

O lateral-esquerdo Juninho Capixaba, único reforço titular, teve problemas na marcação. Por outro lado, deu um rolinho ainda aos 15 minutos e não se intimidou de ir ao ataque em sua estreia pelo Timão. Com a comissão técnica que prioriza a defesa, o jovem de 20 anos tem muito a evoluir.

O que deixou a desejar no Corinthians do primeiro tempo foi a bola aérea defensiva, um problema que já vem desde o ano passado. O PSV ganhou a maioria das jogadas pelo alto.

No segundo tempo, Carille trocou toda a equipe, enquanto o PSV fez apenas uma mudança. O Corinthians não conseguiu ficar com a bola no meio de campo e passou a ser pressionado.

O PSV levava perigo principalmente pelo lado direito da defesa corintiana, já que Léo Príncipe não esteve em uma boa noite. Nas bolas que chegaram, o goleiro Caíque mostrou que está pronto para ser o reserva imediato de Cássio. Foram três ótimas defesas e um pênalti defendido do jovem de 22 anos.

Caíque só não conseguiu defender o chute de Lammers, no último minuto de jogo. Após cruzamento (novamente e bola aérea atormentando) e confusão na área, o jogador ficou com a bola e chutou quase da pequena área para empatar.

Além do goleiro, o outro destaque do time reserva do Corinthians foi Júnior Dutra, mais um reforço que estreou. Ele se movimentou, participou das poucas jogadas no ataque e deu dois passes precisos. Vai colocar pressão em Kazim.

Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, ambos que ainda nutrem esperança da comissão técnica corintiana, pouco fizeram. Guilherme Romão, de volta após empréstimo ao Oeste em 2017, não se destacou na lateral esquerda e começa abaixo do recém-contratado Juninho Capixaba.

No primeiro teste de 2018, Carille deve ter ficado satisfeito com a organização da equipe no segundo tempo. Mas o técnico sabe que o Corinthians ainda tem muito a melhorar ao longo da temporada.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 (5) X (4) 1 PSV

Local: Orlando City Stadium, em Orlando (EUA) Data: 10/1/2018 - às 22h (de Brasília) Árbitro: Jonathan Bilinski (EUA) Cartões amarelos: Léo Príncipe e Guilherme Romão (Corinthians); Pablo Rosario (PSV) Gols: Rodriguinho, 23'/1ºT; Lammers, 48'/2ºT Pênaltis certos: Júnior Dutra, Fellipe Bastos, Maycon, Camacho e Giovanni Augusto (Corinthians); Maher, Schwaab, Santiago Arias e Malen (PSV) Pênalti errado: Lammers (PSV)

CORINTHIANS 1º TEMPO: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel; Romero, Rodriguinho, Jadson e Clayson; Kazim. Técnico: Fábio Carille.

CORINTHIANS 2º TEMPO: Caique França, Léo Príncipe, Warian, Léo Santos e Guilherme Romão; Fellipe Bastos; Marquinhos Gabriel, Camacho, Maycon e Giovanni Augusto; Júnior Dutra. Técnico: Fábio Carille.

PSV: Zoet, Santiago Arias, Schwaab, Isimat-Mirin e Brenet; Hendrix (Mauro Júnior - 26'/2ºT), Van Ginkel (Pablo Rosario - intervalo) e Gastón Pereiro; Hirving Lozano (Gapko - 26'/2ºT), Bergwijn (Maher - 26'/2ºT) e Luuk de Jong (Lammers - 37'/2ºT). Técnico: Phillip Cocu.