09/10/2017 07h42 - Atualizado em 09/10/2017 07h42

CR7 entra no 2º tempo, marca e mantém sonho de Portugal vivo

Por: terra
 
Foto: Reuters
Foto: Reuters

O técnico Koldo Alvárez proporcionou uma cena inusitada na tarde desse sábado: colocou Cristiano Ronaldo no banco de reservas. O problema é que sua equipe não correspondeu em campo o que o treinador esperava, apesar da ausência do craque madrilenho. Então, para superar a fraca seleção de Andorra por 2 a 0, no estádio Nacional, em Andoraa-a-Velha, pela 9ª rodada das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018, Koldo teve de recorrer ao camisa 7.

Gelson Martins deu lugar a Cristiano Ronaldo no intervalo e o capitão português demorou apenas 17 minutos para abrir o placar depois de cruzamento de João Mario. Antes do fim, ais 41, a vitória lusitana foi confirmada com gol de André Silva, mas que teve toda da jogada criada por Cristiano Ronaldo.

Dessa forma, mesmo com um sofrimento inesperado, Portugal segue firma na luta por uma vaga direta ao Mundial do ano que vem na Rússia. E, para a alegria de Koldo, Cristiano Ronaldo estará em campo na próxima terça, no Estádio da Luz, em Lisboa, na decisão diante da Suíça, afinal, o receio do atacante levar o cartão amarelo e ficar suspenso foi o motivo da precaução do comandante português nesse sábado.

De quebra, Cristiano Ronaldo alcançou Lewandowski na artilharia das Eliminatórias Europeias com 15 gols (recorde histórico na competição) justamente no dia que seu primeiro gol como jogador profissional completa 15 anos.

A Suíça é líder do Grupo B com 27 pontos, três a mais que Portugal. Só a vitória no confronto direto dá a vaga direta aos lusitanos. Empate ou derrota jogam o time do astro Cristiano Ronaldo para a repescagem e retardam o objetivo da classificação à Copa do Mundo.

A vantagem dos suíços se dá pela vitória por 5 a 2 também nesse sábado, em casa, diante da Hungria. Os líderes, assim, seguem com 100% de aproveitamento. Já Ilhas Faroe e Letônia não passaram de um 0 a 0. Foram Suíça e Portugal, todas as outras seleções do grupo já não têm mais qualquer chance de conquistar uma vaga na Copa do Mundo da Rússia.