10/01/2018 10h43 - Atualizado em 10/01/2018 10h43

Stan Lee é acusado de assédio sexual por enfermeiras

Por: terra
 

Stan Lee é a mais nova celebridade de Hollywood acusada de assédio sexual. O criador dos Vingadores, dos X-Men, do Quarteto Fantástico e tantas outras propriedades dos quadrinhos foi denunciado "em vários níveis" por má conduta com enfermeiras que trabalharam para ele em sua casa, em Los Angeles. A informação é do CBM.

Segundo a denúncia, a empresa de assistência médica que trabalhava para o quadrinista de 95 anos deixou de lhe prestar serviços após várias reclamações de comportamento abusivo. As supostas vítimas declararam de maneira anônima que Stan Lee andava nu pela casa, pedia sexo oral e fazia avanços indevidos a "uma série de jovens enfermeiras". Ninguém prestou queixa formal contra a lenda das HQs.

Um advogado de Stan Lee se manifestou com contundência. O representante trata as acusações como "falsas e desprezíveis" e sugere que o autor veterano esteja sendo alvo de extorsão. "O Sr. Lee não será usurpado ou chantageado, e não pagará dinheiro algum porque não fez absolutamente nada de errado", declarou o porta-voz.

A empresa de assistência médica parou de trabalhar para Stan Lee no fim de 2016. A companhia que lhe fornece apoio em domicílio atualmente — Vitale Nursing Inc. — declara que o quadrinista é "educado, gentil e respeitoso". A Marvel ainda não se pronunciou sobre o caso.