14/11/2017 09h07 - Atualizado em 14/11/2017 09h07

Audiência de Cabral no RJ para por causa de "gemidão do zap"

Por: midiamax
 

Durante uma audiência com três testemunhas de defesa em um processo de acusação contra o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), na Justiça Federal do Rio de Janeiro, as partes foram surpreendidas por um som característico em um dos aparelhos celulares, o "gemidão do zap".

A audiência ocorreu nesta segunda-feira (13), e interrogou as testemunhas sobre a suspeita de que Cabral, junto de outras nove pessoas, teria desviado R$ 50 milhões em obras da Linha 4 do Metrô do Rio, do PAC e do Arco Metropolitano.

Enquanto o juiz interrogava o ex-secretário de Transportes, Sebastião Rodrigues Neto, o som do "gemidão do zap" começou a tocar na sala. Advogados entraram em riso e um deles, que usava o telefone no momento, já se antecipou dizendo "não foi o meu".

Na ata da audiência, ninguém assumiu a autoria do "crime". Não são permitidas filmagens na 7ª Vara Federal Criminal. As informações do que teria ocorrido foram divulgadas pelo blog político O Antagonista.

Além de Sebastião, a Justiça ouviu nesta segunda o ex-secretário de Fazenda, Júlio Bueno, e o atual secretário da pasta de Transportes, Rodrigo Vieira.