12/01/2018 07h33 - Atualizado em 12/01/2018 07h33

Entrada de pessoas não autorizadas no local teria motivado desavença

Por: correiodoestado
 

O pedreiro Robson da Silva de Lima, de 29 anos, morreu ontem depois de ser esfaqueado pelo síndico do residencial Orestinho, onde vivia em Três Lagoas. A vítima foi atingida por um golpe no peito durante discussão, foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme divulgado pelo Jornal do Povo, pela manhã, Robson discutiu com o síndico Wellington Fabrício Pereira Farias, de 27 anos, por causa do sobrinho que supostamente teria descumprido uma norma do condomínio que proibia a entrada de estranhos sem autorização no local.

Ferido, Robson foi encaminhado para o Hospital Auxiliadora, onde acabou morrendo. Wellington teria alegado legítima defesa. Ele prestou depoimento à Polícia Civil e foi liberado. O caso foi registrado como lesão corporal seguida de morte.