11/10/2017 08h20 - Atualizado em 11/10/2017 08h20

Presos cavam buraco, mas não conseguem fugir de cela superlotada

Por: correiodoestado
 

A Polícia Civil frustrou na noite de ontem, plano de fuga de presos da 1ª Delegacia de Ponta Porã. Os internos da cela de número 01 cavaram buraco na parede, mas foram descobertos antes que conseguissem acesso ao exterior. Segundo o boletim de ocorrência, 18 pessoas estavam confinadas no local e nenhuma delas assumiu autoria.

O fato foi descoberto depois que cinco custodiados foram liberados mediante alvará de soltura. Um deles informou que o grupo da cela 01 estava escavando a parede. Os policiais então retiraram todos os internos e confirmaram a denúncia, porém, nenhum deles assumiu responsabilidade sobre os atos. Ainda de acordo com a polícia, a cela estava superlotada porque a 02 havia sido interditada.

O plano de fuga evidencia mais um problema do sistema penitenciário de Mato Grosso do Sul. Delegacias que deveriam abrigam presos apenas em situação de flagrante têm se tornado local de custódia permanente e acabam superlotadas. Sem estrutura de presídio, oferecem risco à segurança tanto dos policiais quanto dos próprios presos. Nesta semana, a justiça interditou a cadeia pública que funcionava na delegacia de Água Clara, em razão das péssimas condições de atendimento e segurança.