06/12/2017 10h21 - Atualizado em 06/12/2017 10h21

Três policiais presos em operação por corrupção e peculato são afastados

Por: campograndenews
 

Três policiais civis lotados em Coronel Sapucaia, distante 400 quilômetros de Campo Grande, foram afastados de suas funções. O afastamento compulsório dos servidores José Adão Correa, Oclécio José de Farias Júnior, e Ronieri Israel Adomaitis de Araújo, foi publicada ontem (5), no Diário Oficial do Estado.

Conforme a publicação, os agentes foram afastados até o cumprimento da decisão judicial que os condenou a perda do cargo e enquanto perdurar a medida suspensiva do exercício da função, devendo ser recolhida arma, carteira funcional e demais pertences do patrimônio público destinado aos referidos policiais, bloqueio de acesso aos bancos de dados da instituição policial, suspensão de férias e concurso de promoção.

Os policiais foram presos no dia 7 de dezembro de 2012 em operação denominada Nhu-Verá, que significa Campo Brilhante. Eles foram presos sob suspeita de cometer crimes de corrupção passiva, peculato, inserção de dados falsos em banco de dados da administração pública e de formação de quadrilha. Dias depois, os três conseguiram habeas corpus e foram soltos. Na época, a ação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) teve apoio da Corregedoria da Polícia Civil e da DECO (Delegacia Especial de Combate ao Crime Organizado).

O Campo Grande News entrou em contato com a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) para saber o motivo do afastamento, mas não houve retorno até o fechamento desta matéria.